Uma fugidinha da dieta… – “Primeiro a gente foge, depois a gente vê”

Depois de quase 3 meses sem carboidratos eu fiz um Michel Teló e eu escolhi um prato para dar uma fugidinha ontem… Quem me conquistou não foi um belo bolo, não foi uma massa deliciosa, não foi um pão fresco. Foi kneidlach, uma sopa judaica com bolinhas feitos com farinha de matza (um tipo de farinha de trigo). A família do meu marido introduziu este prato para mim 6 anos atrás e desde então virou um grande favorito. Minha sogra faz este prato muito bem, e ela e meu sogro estão nos visitando estas semanas, por tanto eu tinha um oportunidade único para comer “the real thing”. E realmente foi uma delicia, vou sonhar com este kneidlach por semanas…

Uma outra razão para gostar comida judaico é que é muito parecido com comida sueca. Por exemplo, os dois tem herring, salmão marinado, pepino agridoce e bolinhas de peixe. Quando eu era criança minha avo maravilhosa e carinhosa sempre fazia sopa com “klimp” que foram bolinhas feito com farinha de trigo. Portanto eu acho que não só é o sabor de  kneidlach que me agrada, mas também me lembra da minha infância e da minha família.

O que aconteceu depois? A minha dieta com baixo carboidrato ficou com ciúme? Não sei com certeza, mas eu fiquei com mais sede e estive com fome o dia inteiro hoje e comi demais. Pode ser psicológico? Pode. Mas eu também me sinto um pouco mais inchada que antes. Se eu tenho consciência pesada? Não. Estou me sentindo bem :-), por que eu sei que, apesar ter comido de mais hoje, amanha começa uma nova semana e meus pecados vão ser esquecidos. Eu só não posso espalhar a páscoa durante o ano inteiro…

Vale a pena de mencionar que se não fosse por as bolinhas de matza a sopa em si caberia muito bem dentro de uma dieta com baixo carboidrato, com a gordura vindo do pele da galinha (que é um dos ingredientes). Mais pra frente eu vou colocar a receita, mas gostaria de experimentar se é posivel fazer um alternativa das bolinhas que ainda honra o prato original.

Fugidinha com Michel Teló:

To morrendo de vontade de te agarrar Não sei quanto tempo mais vou suportar. Mas pra gente se encontrar ninguém pode saber, Já pensei e sei o que devo fazer.

O jeito é dar uma fugidinha com você,

O jeito é dar uma fugida com você,

Se você quer saber o que vai acontecer

Primeiro a gente foge, depois a gente vê

Anúncios

3 Respostas para “Uma fugidinha da dieta… – “Primeiro a gente foge, depois a gente vê”

  1. Pingback: Terça de novo, consegui perder exatamente 0 kilos! Ooops… « Mais gordura, menos carboidratos!·

  2. Pingback: Não sou perfeita – Minhas experiências desafiadoras com fugidinhas « Mais gordura, menos carboidratos!·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s